O Jogo ao Vivo

Peniche

Valentina terá sido asfixiada pelo pai

Valentina terá sido asfixiada pelo pai

Estava desaparecida há três dias, em Peniche, e foi, este domingo, encontrada sem vida. O JN sabe que o pai e a madrasta de Valentina foram detidos. Autoridades suspeitam que a menina tenha sido asfixiada pelo pai.

Em comunicado enviado às redações, a PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, adiantou que "foram detidas duas pessoas suspeitas no envolvimento na morte da criança".

Os detidos são o pai, Sandro Bernardo, e a madrasta da criança, Márcia, sabe o JN. A PJ vai prestar novos esclarecimentos pelas 16 horas. Esta força policial está a fazer perícias no local onde o corpo de Valentina foi encontrado.

"Para o desenvolvimento da investigação foi essencial a estreita articulação com a Guarda Nacional Republicana e com a Proteção Civil Distrital, tendo sido localizado o corpo da vítima já sem vida", pode ler-se na mesma nota.

Valentina, de 9 anos, estava desaparecida desde quinta-feira. As buscas foram feitas pelo Comando Territorial de Leiria da Guarda Nacional Republicana na freguesia de Atouguia da Baleia, onde reside a família da menina.

PUB

A PJ estava a investigar o caso e, segundo fonte daquela força policial, já em 2018 a criança tinha desaparecido de uma outra casa onde a família residia no concelho, tendo sido depois encontrada pelas forças policiais.

Entre os habitantes da localidade o sentimento é de revolta. Em declarações ao JN, contam que, no sábado, o pai da menina esteve no café Forno da Vila.

Paulo Franco, dono do estabelecimento, conhecia bem Valentina. "Era uma menina muito doce", revelou ao JN, garantindo que lhe "custa a acreditar" no envolvimento dos pais. "Sempre que ela vinha ao café, eu via o pai e a madrasta, à janela de casa, a controlar se estava tudo bem com ela", afirmou.

Ainda assim, Carlos Santos, que vive em Atouguia da Baleia, revela um episódio que considerou suspeito.

"Andei sempre nas buscas e mantive a esperança. Mas ontem achei estranho porque, quando estive na casa de um vizinho, ele disse-me que em casa da menina havia um ambiente demasiado descontraído", revelou.

Nas últimas horas, a cada notícia de avistamento, a esperança renascia em Peniche. Um habitante que passeava a cavalo por terrenos baldios da localidade encontrou peças de roupa (de menina e de senhora), mas rapidamente se concluiu nada terem a ver com Valentina.

Na noite de sábado, concluído mais um dia de buscas, a mãe da menor, Sónia Fonseca, publicou nova mensagem de desespero nas redes sociais: "Mais um dia a acabar, mais horas que parecem não ter fim... Meu amor meu anjo minha vida, onde estás tu?", escreveu a mulher, apelando ao poder divino para trazer Valentina de volta aos seus braços.

Cem voluntários responderam ao apelo da Junta de Freguesia de Atouguia da Baleia, no concelho de Peniche, para reforçar o dispositivo de buscas, nos terrenos, casas abandonadas, anexos e quintas, não só nas imediações do Bairro do Capitão - onde vive o pai da menina - mas também nas povoações vizinhas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG