O Jogo ao Vivo

Covid-19

Ministério Público investiga uso indevido de vacinas

Ministério Público investiga uso indevido de vacinas

Procuradoria-Geral da República confirma a instauração de nove inquéritos. Casos da diretora da Segurança Social de Setúbal e do INEM do Norte estão entre os processos a analisar

O Ministério Público está a investigar vários casos relacionados com a toma indevida de vacinas contra a covid-19. Entre os inquéritos instaurados está a vacinação da diretora da Segurança Social de Setúbal, Natividade Coelho, que se demitiu do cargo após o caso ter sido tornado público, e a inoculação de funcionários de uma pastelaria do Porto, a mando do diretor regional do Norte do INEM, António Barbosa, que também colocou o lugar à disposição.

Ao JN, a Procuradoria-Geral da República (PGR) revela que estão sob investigação ainda os processos de vacinação relacionados com o INEM de Lisboa, com o Centro de Apoio de Idosos de Portimão, e com instituições particulares de solidariedade social de Vila Nova de Famalicão, Arcos de Valdevez, Bragança, Seixal e Montijo. "Este trabalho de pesquisa prossegue ainda relativamente a outras situações que também têm vindo a público", refere a PGR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG