Função

Ministra reconduz motorista de Cabrita acusado de homicídio

Ministra reconduz motorista de Cabrita acusado de homicídio

O motorista do ex-ministro da Administração Interna (MAI), que foi recentemente acusado do crime de homicídio negligente no caso do acidente da A6, que vitimou um funcionário de manutenção das autoestradas, foi reconduzido no cargo pela atual ministra do MAI, Francisca Van Dunem.

De acordo com um despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República, a recondução foi assinada no passado dia 10 de dezembro, produzindo efeitos a 4 do mesmo mês. Marco Pontes, funcionário da Direção-Geral da Política de Justiça, irá assim continuar a conduzir os veículos do MAI, pelo menos até à tomada de posse do novo governo.

Antes de ter abandonado o executivo, Eduardo Cabrita tinha assinado um louvor ao motorista, que deve no próximo ano ser julgado pela morte de Nuno Santos, 43 anos.

De acordo com a acusação, Marco Pontes circulava a 163 quilómetros por hora, mais de 40 quilómetros acima do permitido, quando, a 18 de junho último, atropelou mortalmente o funcionário de manutenção na A6, entre Estremoz e Évora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG