Exclusivo

MP acusa Rui Moreira no caso Selminho e pede perda de mandato

MP acusa Rui Moreira no caso Selminho e pede perda de mandato

Acusação por crime de prevaricação conclui que presidente da Câmara do Porto incorreu em conflito de interesses, "com [a] única intenção de beneficiar a empresa" de que ele, a sua mãe e os seus irmãos eram sócios. Moreira associa acusação à véspera de eleições autárquicas e diz que só fará mais comentários na próxima reunião pública do executivo.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, acaba de ser acusado, pelo Departamento de Investigação e Ação Penal Regional do Porto, de ter cometido, em autoria material e na forma consumada, de um crime de prevaricação, em concurso aparente com um crime de abuso de poderes, no caso "Selminho".

Na final da acusação, deduzida no dia 10 deste mês, aquele departamento do Ministério Público (MP) requer que o autarca também seja condenado na perda do seu mandato de autarca, por aplicação da Lei das incompatibilidades e impedimentos dos titulares de cargos públicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG