Lisboa

Mulher acusada de 594 crimes de abuso sexual de crianças

Mulher acusada de 594 crimes de abuso sexual de crianças

Uma mulher abusou centenas de vezes de uma menina e um menino que residiam consigo, em Lisboa, por a respetiva família não ter condições para cuidar deles, informou, em comunicado emitido quinta-feira, a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

Os factos ocorreram entre julho de 2018 e abril de 2020. As vítimas eram filhas da companheira do tio da suspeita, que residia na mesma rua e tinha uma relação próxima com a família. Como a mãe não tinha condições habitacionais e económicas, os ofendidos, ela com 13 anos e ele com oito anos, foram morar com a arguida. Uma irmã das vítimas também, mas, segundo a PGD de Lisboa, não terá sido abusada.

Segundo a acusação, a mulher aproveitou-se desse facto para, alegando uma relação que apelidava de "namoro" com a vítima mais velha, praticar reiteradamente atos sexuais com os menores.

PUB

No despacho de encerramento de inquérito do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, coadjuvado pela Polícia Judiciária, a arguida foi acusada de 354 crimes de abuso sexual de crianças agravados, de 240 crimes de abuso sexual de menores dependentes ou em situação particularmente vulnerável agravados e de um crime de maus-tratos.

Segundo a PGD de LIsboa, o DIAP propõe que, se não for apresentado pedido de indemnização civil, o tribunal arbitre, em caso de condenação, uma quantia para compensar as vítimas dos danos sofridos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG