Exclusivo

Pirata do Benfica e da Meo condenado a seis anos de prisão

Pirata do Benfica e da Meo condenado a seis anos de prisão

"Zambrius" tem 21 anos mas é suspeito de praticar ataques informáticos desde os 15. Estado-Maior das Forças Armadas e Universidade Nova de Lisboa também entre as vítimas do hacker.

O pirata informático conhecido por "Zambrius", fundador do Grupo Cyberteam, foi condenado, na terça-feira, a seis anos de prisão efetiva por crimes de acesso ilegítimo, dano informático, sabotagem e acesso indevido. Entre as vítimas do hacker estavam o Benfica, a empresa de telecomunicações Altice, dona da Meo, ou ainda a Universidade Nova de Lisboa.

Na vida real, "Zambrius" chama-se Tomás e é natural da Ericeira, onde usava a Internet da mãe ou de vizinhos para perpetrar ataques. Desde os 15 anos que é suspeito de piratear instituições do Estado e figuras públicas, com o grupo Anonymous Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG