Exclusivo

Porto e Coimbra também têm queixas de assédio

Porto e Coimbra também têm queixas de assédio

Há casos arquivados por falta de provas. Maioria das universidades tem código de conduta e mecanismos de denúncia. Estudantes pedem uniformização dos processos e confidencialidade.

No último ano letivo, a Universidade do Porto recebeu quatro denúncias de assédio sexual. Um dos processos foi arquivado, noutro caso o ofendido desistiu da queixa, e há dois inquéritos a decorrer. Na Universidade de Coimbra, as três denúncias de assédio, participadas desde 2018, "não foram dadas como provadas". Os estudantes pedem uniformização do modo de denúncia.

"A Universidade do Porto sempre dispôs de meios e de procedimentos para denúncias de infrações disciplinares", garante ao JN. O incumprimento do Código de Conduta Académica deve ser comunicado ao diretor de curso, à Direção da faculdade ou ao provedor do Estudante, para que inicie o processo de averiguações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG