O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Renovação de cartão de crédito de CR7 traiu burlona

Renovação de cartão de crédito de CR7 traiu burlona

Agente de viagens perdeu acesso a conta de Ronaldo e começou a "empurrar" faturas para a frente.

A agente de viagens que, durante três anos, burlou o futebolista Cristiano Ronaldo, além do "superagente" Jorge Mendes e de jogadores como Nani e Manuel Fernandes, debitando das suas contas deslocações fictícias, só foi descoberta depois de o cartão de crédito de CR7 expirar. A partir daqui, Maria Silva, que geria um setor da Geostar apenas destinado aos clientes VIP da Gestifute, de Jorge Mendes, ainda conseguiu disfarçar os buracos de tesouraria durante alguns meses, mas acabou por ser apanhada pela empresa. Daí nasceu o processo em que, como noticiou o JN no domingo, aquela mulher de Vila Nova de Gaia veio a ser condenada a quatro anos de cadeia, com pena suspensa, por burlar CR7 e os outros ilustres do mundo do futebol.

Já havia cerca de três anos que Maria Silva vendia, de forma fraudulenta, viagens aos clientes da Geostar, através de um implante existente nas instalações da Gestifute no Porto. O esquema era simples: era contactada por inúmeros jogadores ou familiares que precisavam de viajar, marcava-lhes as deslocações e recebia em dinheiro, por cheque ou transferência bancária, valores que destinava às suas contas pessoais, em vez das da Geostar. Os clientes, como o ex-internacional e atleta do Benfica Tiago ou Simão Sabrosa, não sabiam que transferiam dinheiro para uma conta pessoal da agente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG