Operação Gold Card

Sete detidos por burla informática e crimes violentos

Sete detidos por burla informática e crimes violentos

A Polícia Judiciária deteve sete suspeitos de vários crimes de utilização fraudulenta de cartões de crédito, crime violento e branqueamento de capitais, em Loures. Foram apreendidos avultados montantes em moeda virtual, drogas, armas proibidas e artigos adquiridos de forma fraudulenta.

Segundo um comunicado da PJ, a estrutura criminosa tinha como centro de atividade os crimes de burla informática e nas comunicações. Os suspeitos capturavam credenciais de cartões de crédito alheios e usavam-nas em sites de comércio online para comprar valiosos produtos multimédia e de telecomunicações,

Depois, já na posse dos bens, vendiam-nos diretamente a particulares ou em lojas de artigos de segunda mão. Por último, o plano criminoso passava pelo branqueamento dos lucros do crime através da aquisição de carteiras de criptomoedas.

PUB

Detidos com idades entre os 20 e os 23 anos

A operação recentemente levada cabo pela Unidade Nacional de Contra Terrorismo da PJ desmantelou esta estrutura criminosa organizada que fazia destes crimes o seu modo de vida. Foram detidos sete suspeitos com idades entre os 20 e os 23 anos, residentes em vários bairros do concelho de Loures.

"Das referidas buscas, resultaria a apreensão de vastos elementos de prova, bem como de avultados montantes em moeda virtual, produto estupefaciente, armas proibidas e artigos adquiridos de forma fraudulenta", avança um comunicado da PJ.

Crimes violentos de roubo

No decurso da investigação, titulada pelo DIAP de Lisboa, veio ainda a apurar-se a prática de crimes violentos de roubo entre elementos que compunham a estrutura. Estão assim em causa prática de crimes de roubo com arma de fogo, extorsão, falsidade informática e burla Informática e nas comunicações e branqueamento de capitais.

Os detidos estão a ser apresentados esta quarta-feira às autoridades judiciárias competentes, para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação adequadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG