Exclusivo

Supremo aumenta pena a suspeito de terrorismo

Supremo aumenta pena a suspeito de terrorismo

O Supremo Tribunal de Justiça aumentou de nove para dez anos de prisão a pena aplicada a Rómulo Costa, um português condenado por ter colaborado com o Estado Islâmico e ajudado no financiamento da organização terrorista. Os juízes mantiveram a mesma pena a Cassimo Turé. Irá cumprir oito anos e meio de prisão

Os dois arguidos foram condenados em 15 de dezembro de 2020, pelo Tribunal de Lisboa, por apoio, auxílio e colaboração com terrorismo islâmico, "em concurso aparente com o crime de financiamento ao terrorismo" e absolvidos dos crimes de adesão e recrutamento de militantes para organizações terroristas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG