O Jogo ao Vivo

Óbito

Viúva tem dúvidas sobre as causas da morte de Rendeiro e exige segunda autópsia

Viúva tem dúvidas sobre as causas da morte de Rendeiro e exige segunda autópsia

Exame foi requerido ao Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses. Corpo do ex-banqueiro chega a Portugal nesta sexta-feira.

A viúva de João Rendeiro tem dúvidas sobre as causas que levaram à morte do fundador do Banco Privado Português (BPP) e exigiu que tudo seja esclarecido numa segunda autópsia, a realizar no Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses. O exame vai ser pago por amigos e familiares de Maria de Jesus Rendeiro que, apurou o JN, já têm prestado auxílio à mulher. Sem acesso às contas bancárias da família, Maria de Jesus Rendeiro tem sobrevivido com dinheiro emprestado.

O pedido para uma segunda autópsia já foi efetuado ao Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses e Maria de Jesus Rendeiro pretende que esta seja efetuada o mais rapidamente possível. O ideal para a família era que o corpo do ex-presidente do BPP chegasse a Portugal, o que deverá acontecer nesta sexta-feira, e fosse encaminhado imediatamente para o Instituto de Medicina Legal. Porém, a realização desse exame, que não necessita da autorização do Ministério Público ou de outras entidades judiciais, está dependente do serviço que os médicos legistas tenham para realizar nos próximos tempos.

PUB

Com este novo exame, a viúva de João Rendeiro pretende ver esclarecidas as muitas dúvidas que mantém relativamente a um anunciado suicídio, que ocorreu após várias ameaças de morte, numa cadeia descrita como uma das mais perigosas e sobrelotadas da África do Sul e depois do ex-banqueiro ter deixado de ter dinheiro para oferecer presentes aos reclusos.

E nem o facto desta segunda autópsia ser feita num cadáver que já foi submetido a diferentes tratamentos necessários ao processo de trasladação diminui o interesse no exame forense. A família de Rendeiro acredita que, mesmo com mais dificuldade, as análises identificarão sinais de violência caso ela tenha existido.

Viúva sobrevive com ajuda de familiares e amigos

Segundo o JN apurou, a autópsia a realizar no Instituto de Medicina Legal será paga por um grupo que integra amigos e familiares de Maria de Jesus Rendeiro. Os mesmos amigos e familiares que já suportaram financeiramente o dispendioso processo de transladação do corpo de João Rendeiro da África do Sul para Portugal.

Neste momento, a viúva do fundador do BPP não tem acesso a nenhuma das contas bancárias que usava para pagar as despesas diárias. Todas foram arrestadas pelas autoridades portuguesas, no âmbito dos processos judiciais que têm como arguidos a própria Maria de Jesus Rendeiro a o falecido marido, o que deixou a viúva sem fundos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG