Exclusivo

Youtubers aliciam jogadores viciados para apostas ilegais

Youtubers aliciam jogadores viciados para apostas ilegais

Associação queixa-se de "impunidade total". Regulador diz que já removeu "mais de uma centena" de vídeos promocionais de sites clandestinos.

Youtubers e streamers portugueses têm publicitado, ao longo dos últimos anos, a troco de comissões, sites ilegais de apostas junto dos seus seguidores, incluindo menores de idade e pessoas vulneráveis que se autoexcluíram do jogo online. A denúncia é feita pelo vice-presidente da Associação Portuguesa de Apostas e Jogos Online (APAJO), Ricardo Domingues, e confirmada pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ), que diz receber regularmente denúncias. "O clima de impunidade é total", alerta Ricardo Rodrigues.

Para jogar online é necessário cumprir vários requisitos, nomeadamente associados à abertura de conta e verificação da identidade. No entanto, nas casas ou sites de apostas ilegais, estas diretrizes nem sempre são cumpridas. Além de ajudarem a "canibalizar" receitas das casas licenciadas, alguns youtubers põem em risco o mecanismo de autoexclusão dos jogadores viciados, quando promovem estes sites em plataformas como o YouTube ou a Twitch.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG