Pandemia

Mais de 30 infetados com covid-19 em lar de Aljubarrota

Mais de 30 infetados com covid-19 em lar de Aljubarrota

Vinte e sete idosos e seis funcionários do lar da Misericórdia de Aljubarrota, em Alcobaça, testaram positivo para a covid-19, estando ainda por conhecer o resultado de mais meia centena de testes, informou a câmara.

O mais recente foco de infeção de covid-19 do concelho, registado no lar da Santa casa da Misericórdia de Aljubarrota, "está a aumentar e a ramificar para familiares com suspeitas de infeção", disse à Lusa o presidente da Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio.

Dos 35 idosos do lar, "27 testaram positivo e mais dois aguardam confirmação", explicou, acrescentando que, no que toca aos trabalhadores da instituição, "há seis positivos", entre os cerca de 70 testados.

PUB

Porém, acrescentou, "falta ainda conhecer, entre hoje e amanhã [quarta-feira], o resultado de mais de meia centena de testes".

Os números são "preocupantes" para o presidente desta autarquia do distrito de Leiria, que já determinou "o encerramento da creche", a funcionar no mesmo edifício do lar, mas numa ala separada.

A câmara solicitou a intervenção da GNR "na desinfeção de todo o edifício" e remeteu para quarta-feira, quando forem conhecidos os resultados de todos os testes, o anúncio de "novas medidas" que vão ser decididas em conjunto com as autoridades de saúde.

O foco na Santa Casa foi conhecido no sábado, na sequência do internamento de dois idosos "com patologias respiratórias" no Hospital de Leiria, onde "foram testados com resultado positivo para a covid-19", disse à agência Lusa o provedor da instituição, José Carvalho.

Os dois idosos, de 72 e 82 anos, "encontram-se internados e estáveis", informou esta manhã o provedor, esclarecendo que os restantes casos confirmados "estão devidamente isolados", dependendo a capacidade de resposta da instituição "do número de novos casos que surgirem".

Além do lar de idosos, a Misericórdia de Aljubarrota tinha em funcionamento as valências de creche e jardim-de-infância, "com entradas e todos os serviços separados", tendo em comum apenas "os funcionários administrativos", que ainda não têm resultados conhecidos.

O presidente da câmara, que nos dois últimos dias tem estado reunido com as autoridades de saúde e a Proteção Civil para avaliar o plano de contingência da instituição, tinha anunciado para o final do dia desta terça-feira uma conferência de imprensa, agora adiada para quarta-feira por ainda não serem conhecidos os resultados da maioria dos testes aos trabalhadores.

Segundo o boletim de situação epidemiológica da Comunidade Intermunicipal do Oeste, divulgado às 11 horas desta terça-feira, Alcobaça contava até segunda-feira com 66 casos confirmados, 27 dos quais ativos, 37 recuperados e dois óbitos, faltando ainda registar os novos casos identificados no âmbito deste surto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG