Salvamento na Tailândia

Elon Musk chama "pedófilo" a mergulhador britânico

Elon Musk chama "pedófilo" a mergulhador britânico

Elon Musk foi criticado no domingo, depois de atacar um mergulhador britânico que ajudou a resgatar os rapazes presos numa caverna inundada na Tailândia, chamando-lhe "pedófilo" no Twitter.

Doze rapazes, entre os 11 e os 16 anos, e o treinador de futebol, de 25, foram resgatados das cavernas de Tham Luang por uma equipa internacional de mergulhadores, depois de uma inundação os prender no final de junho.

Elon Musk, da gigante de tecnologia Tesla, ofereceu-se para ajudar na missão de resgate, fornecendo cápsulas submarinas. De acordo com Michael Safi, correspondente do "The Guardian" na Ásia, o chefe de operações no terreno reconheceu que a "tecnologia é boa", mas "não é prática para esta missão".

A rejeição levou Musk a desencadear um ataque no domingo, dizendo que gravaria um vídeo para provar que o submarino teria sido bem-sucedido e acrescentou: "Desculpa, pedófilo, realmente pediste isto". O tweet foi apagado pouco depois.

A acusação, apresentada sem evidências ou contexto, foi dirigida a Vern Unsworth, um explorador de cavernas britânico que, recentemente, disse que a tentativa de Elon Musk de ajudar o esforço de resgate foi uma "manobra de relações públicas". Nenhuma evidência surgiu para fundamentar a alegação de pedofilia de Musk.

"Simplesmente não havia absolutamente nenhuma chance de funcionar", disse Vern Unsworth numa entrevista. "[Musk] não tinha noção de como era a passagem da caverna. O submarino, creio eu, tinha cerca de um metro e meio de comprimento, era rígido, não teria dado a volta nem contornado nenhum obstáculo".

Acerca da visita de Elon Musk ao sistema de cavernas, Unsworth disse que o bilionário "foi convidado a sair muito rapidamente" e que Musk podia "enfiar o submarino onde dói".

Alguns utilizadores do Twitter apontaram que era "perigoso" e irresponsável fazer uma alegação tão séria e transmitir um insulto potencialmente difamatório para 22 milhões de seguidores.

Musk tem sido repetidamente criticado pelo comportamento no Twitter e pela estratégia de relações públicas da Tesla, através de ataques a críticos e jornalistas.

Os tweets de Musk no domingo surgiram em resposta a um artigo de de opinião do "New York Times" intitulado "O que Elon Musk deveria aprender com o resgate da caverna da Tailândia". O bilionário também respondeu a um crítico que considerou a ideia de submarino "absurda", escrevendo: "Fique atento, idiota". Esse tweet também foi apagado.