Ucrânia

O antes e depois de Mariupol: novas imagens de satélite mostram cidade em ruínas

O antes e depois de Mariupol: novas imagens de satélite mostram cidade em ruínas

Novas imagens de satélite mostram quarteirões residenciais inteiros destruídos no centro da martirizada cidade ucraniana de Mariupol, onde estarão ainda cerca de 160 mil pessoas retidas.

Vários blocos de casas do centro de Mariupol foram destruídos pelas tropas russas, naquele que é um nível de devastação que ainda não tinha sido visto na cidade ucraniana sitiada, posto a descoberto por imagens de satélite da Maxar Technologies captadas na terça-feira e divulgadas hoje.

Com comunicações inexistentes para dentro e fora da cidade, por causa dos constantes bombardeamentos russos, as fotografias da empresa de tecnologia espacial norte-americana são a primeira atualização visual dos últimos dias a não terem vindo do lado russo e confirmam os dados de satélite recolhidos pela NASA - dezenas de explosões ocorreram em Mariupol e nos arredores.

PUB

A área imediatamente a leste do teatro bombardeado - onde as autoridades acreditam que cerca de 300 pessoas morreram - está em ruínas. Uma imagem de satélite mostra quase todos os edifícios com telhados inexistentes, destruídos ou significativamente danificados.

Além dos visíveis blocos habitacionais absolutamente arrasados em várias zonas da cidade, as imagens de satélite também permitiram captar sobreviventes da carnificina. Do lado de fora de um supermercado, no oeste da cidade, centenas de pessoas em filas esperavam ontem para entrar no estabelecimento, também atacado por artilharia (as marcas no telhado confirmam-no).

O autarca de Mariupol estimou que cerca de 160 mil pessoas permaneciam na cidade sitiada, na segunda-feira, continuando os esforços de evacuação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG