EUA

Trump desiste de recurso e encerra disputa legal sobre investigação em Nova Iorque

Trump desiste de recurso e encerra disputa legal sobre investigação em Nova Iorque

O ex-presidente norte-americano Donald Trump desistiu, pela segunda vez, de um recurso no seu processo federal contra a procuradora-geral de Nova Iorque, a Democrata Letitia James, informaram fontes oficiais.

Esta é a segunda vez que Trump interrompe uma ação legal contra Letitia James, depois que um juiz multou o Republicano e os seus advogados em quase um milhão de dólares (cerca de 920 mil euros) por manterem um "padrão de abuso dos tribunais", ao abrirem "processos frívolos" para fins políticos.

Os advogados de Trump e a procuradora-geral Letitia James chegaram hoje a um acordo para rejeitar o recurso em que o Republicano procurava reverter a decisão de um juiz de arquivar o processo.

PUB

Trump processou James em dezembro de 2021 na tentativa de impedi-la de investigar os seus negócios.

O antigo chefe de Estado voltou então a processar James, no seguimento de um processo que a procuradora levantou em setembro, quando que alegou que o Republicano e a sua empresa, a Trump Organization, enganaram bancos sobre o valor dos seus ativos, incluindo campos de golfe e hotéis com o seu nome, numa prática que James apelidou de "A arte do Roubo" - uma reviravolta no título do livro de Trump "A Arte do Negócio".

O caso de James contra Trump está pendente. A procuradora-geral de Nova Iorque quer que Trump seja multado em 250 milhões de dólares (229,6 milhões de euros) e seja proibido permanentemente de fazer negócios no estado. O julgamento está marcado para outubro.

"Estou satisfeita que Donald Trump tenha retirado as suas duas ações pendentes contra o meu escritório", disse hoje James em comunicado.

"Como mostramos o tempo todo, temos um processo legal legítimo contra ele e a sua organização e não podemos ser intimidados ou dissuadidos de persegui-lo", acrescentou.

A advogada de Trump, Alina Habba, disse que o recurso "foi retirado voluntariamente para fins estratégicos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG