Conflito

Ucrânia reaproveita tanques russos e pode ter mais blindados do que no início da guerra

Ucrânia reaproveita tanques russos e pode ter mais blindados do que no início da guerra

A Ucrânia perdeu 74 tanques desde o início da guerra, mas tem tido um êxito notável na aquisição destes veículos. Ao todo, o país de Zelensky já conseguiu capturar pelo menos 117 blindados russos, o que significa que o exército ucraniano pode ter mais tanques agora do que tinha há um mês.

No terreno as perdas não são só humanas. Quando um dos lados ataca ou há uma retirada apressada das tropas há sempre equipamento militar que fica para trás, abandonado e muitas vezes ainda operacional. É aqui que os ucranianos têm sido mais perspicazes e eficazes que as forças de Putin.

Sem construir um único tanque ou retirar algum veículo mais antigo do armazém, a Ucrânia está a aumentar o seu arsenal de veículos blindados a olhos vistos e o segredo é o reaproveitamento. Pelo menos 117 tanques operacionais russos foram capturados pelo exército de Zelensky, desde o início da invasão, de acordo com um grupo de analistas independentes que escrutinam imagens e vídeos partilhadas nos meios de comunicação e redes sociais.

Já as perdas das forças armadas ucranianas ficam-se pelos 74 tanques (destruídos ou capturados pelo inimigo), um número bastante inferior ao de veículos apreendidos. Ou seja, a Ucrânia pode ter agora mais tanques de guerra do que tinha a 24 de fevereiro, no primeiro dia de guerra.

Entretanto, os russos conseguiram capturar pelo menos 37 tanques ucranianos - uma soma incapaz de compensar os 530 tanques que se estima que perderam. A disparidade entre os dois países pode ser justificada pela desvantagem natural da Rússia, que está a atacar em terreno desconhecido e não consegue garantir acesso permanente a combustível. De acordo com a "Forbes", muitos dos tanques apreendidos pelos ucranianos foram abandonados, sem combustível, mas ainda operacionais.

Estes valores dizem respeito aos dados verificados visualmente pelos analistas, no entanto estima-se que os números reais de veículos apreendidos possam ser superiores.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG