Capitólio

Homem que alegava ter uma bomba rende-se ao fim de cinco horas

Homem que alegava ter uma bomba rende-se ao fim de cinco horas

A polícia norte-americana está a investigar relatos sobre um possível engenho explosivo numa carrinha em frente à Biblioteca do Congresso, no Capitólio, e evacuou a área ao redor do edifício.

Um homem conduziu uma carrinha preta naquela rua às 9.15 horas, alegando que tinha uma bomba, e exibiu o que parecia ser um detonador, de acordo com o chefe de polícia do Capitólio dos EUA, Tom Manjedoura, citado pela "CNN".

Os negociadores estão a comunicar com o suspeito e a tentar chegar a uma "resolução". Segundo Manger, o suspeito estava a transmitir um vídeo ao vivo e as autoridades têm um "nome possível", mas ainda não há "muitas informações sobre ele". "Não sabemos quais são os seus motivos neste momento".

O vídeo, que dura cerca de meia hora, foi publicado no Facebook e mostra um indivíduo dentro de uma carrinha, segurando algo que diz ser uma bomba e falando sobre uma "revolução".

"Pensavam que o sul não estava a caminho. Bem, chegou a hora de Joe Biden. As estradas estão bloqueadas e estou à espera da chamada", disse o homem num dos vídeos, de acordo com o "The Independent". "Venha aqui e fale comigo Joe, a América está cansada disto".

Cinco horas depois, o homem rendeu-se às forças policiais.

PUB

O edifício fica perto do Capitólio e do Supremo Tribunal. A polícia também evacuou os escritórios de funcionários do Congresso nas proximidades, encorajando as pessoas a permanecerem calmas e a usarem os túneis subterrâneos, se necessário, para evacuar a área.

No local, os investigadores estão a tentar determinar se o dispositivo podia ser acionado e se funcionava.

A área foi bloqueada por carros de polícia e barricadas.

O incidente surge meses depois de uma bomba ter sido deixada na sede do Comité Nacional Democrata e do Comité Nacional Republicano em Washington, um dia antes de milhares de manifestantes pró-Trump invadirem o Capitólio em janeiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG