O Jogo ao Vivo

Pandemia

As regras da DGS para as aulas presenciais e cuidados em creches e amas

As regras da DGS para as aulas presenciais e cuidados em creches e amas

A Direção-Geral da Saúde publicou o manual "Saúde e Atividades Diárias", no qual são apresentadas as medidas de prevenção e controlo da covid-19 para o regresso às aulas presenciais do 11.º e do 12.º ano e nas creches e amas.

"Os alunos devem ser organizados em grupos, que devem ter, na medida do possível, horários de aulas, intervalos e refeições organizados de forma a evitar o contacto com os restantes grupos", especifica a Direção-Geral da Saúde (DGS). Para minimizar o cruzamento de pessoas, "devem ser definidos circuitos de entrada e saída de aula para cada grupo", acrescenta o documento, revelado esta quinta-feira de manhã.

De acordo com as normas da DGS, "cada sala deve ser, sempre que possível, utilizada pelo mesmo grupo de alunos" e os "espaços que não são necessários à atividade letiva devem ser encerrados."

O documento recorda o que tem sido dito pela diretorta-geral da Saúde, Graça Freitas, sugerindo um "distância mínima de 1,5 a 2 metros e virar as secretárias todas para o mesmo lado", além das medidas de distanciamento e hegine pessoal recomendadas à população geral.

A DGS recomenda que sejam mantidas abertas as portas de acesso, a limpeza das mãos à entrada e saída do recinto e o uso de máscara durante toda a atividade letiva.

O manual apresenta também os procedimentos a adotar em creches e pelas amas, entre os quais se recomenda "a maximização do espaçamento entre crianças, incluindo no período de refeições, a organização das crianças e educadores em salas fixas e a entrega das crianças à porta da instituição".

A DGS sugere que cada criança deve usar sempre o mesmo berço ou espreguiçadeira e devem deixar o calçado à entrada, "podendo ser pedido aos encarregados de educação que levem um par de calçado extra", entre outras sugestões.

Outras Notícias