Almada

André Silva responde à CDU: "Os Verdes são uma ficção política"

André Silva responde à CDU: "Os Verdes são uma ficção política"

"Podia ter sido um projeto muito interessante", mas "coligou-se com o PCP". "Os Verdes são uma ficção política". Foi assim que André Silva reagiu, nesta quinta-feira, aos ataques da CDU, que apelidou o PAN de "populistas radicais".

A CDU virou o ataque para o PAN, na noite de quarta-feira, acusando os militantes do partido de serem "populistas radicais". "É o ataque de quem não tem argumentos políticos para fazer o combate político e agarram-se a clichés", reagiu, nesta quinta-feira, André Silva.

Lembrando que a CDU é uma coligação entre PCP e PEV, o porta-voz do PAN lamentou que Os Verdes sejam uma oportunidade perdida. "Os Verdes são uma ficção política. Perderam a oportunidade de serem um partido", acusou André Silva, quando questionado pelos jornalistas, no final de uma visita a um canil na Aroeira, em Almada.

"Trata-se de um projeto que perdeu a sua validade, perdeu a sua oportunidade. Podia ter sido um projeto de ecologia muito interessante mas a história de Os Verdes fala por si", prosseguiu André Silva, apontando que o PEV "não votou a favor do projeto de lei que implementava a tara recuperável para as garrafas de plástico". E acusou o PEV de se ter juntado ao PCP, "o único partido que não ratificou o Tratado de Paris" e "o único partido que apoia o regime chinês".

A visita ao canil visava, contudo, avançar com as propostas do PAN para o reforço da proteção animal. O PAN quer, por exemplo, criminalizar a morte de animais (atualmente só é se for recorrente de uma situação de maus tratos), "criar regras mais apertadas para os chamados criadeiros" (pessoas que criam animais para venda "sem quaisquer regras") e reforçar o apoio público a associações de proteção e defesa dos animais.