Ambiente

"Caravana do clima" defende uma "grande mudança" no sistema

"Caravana do clima" defende uma "grande mudança" no sistema

Terminou este sábado a "caravana do clima", que partiu da Figueira da Foz rumo a Lisboa para alertar para os problenas ambientais em Portugal. E concluiu que a culpa é dos políticos e do sistema.

Quatrocentos quilómetros e mais de 15 conversas populares depois, a "caravana do clima" terminou, este sábado, com uma manifestação em Lisboa e a certeza de que é preciso uma "mudança grande" no sistema.

"O capitalismo nunca foi verde. Tem que haver uma mudança", sustenta António Assunção, no final de uma concentração pela "justiça climática" que juntou cerca de 200 pessoas no Jardim do Passeio Heróis do Mar, no Parque das Nações.

PUB

A caravana, que arrancou na Figueira da Foz no passado dia 2, juntou 20 organizações portuguesas, e concluiu que, além do capitalismo, a responsabilidade pela ausência de respostas aos problemas do ambiente reside na classe política.

"Quando se perguntava aos populares quem são os responsáveis recorrentemente diziam 'o Governo abandonou-nos'", revelou ainda António Assunção, porta-voz da "caravana do clima", referindo que, durante as caminhadas, foram abordados problemas como os incêndios florestais e a poluição dos rios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG