Exclusivo

Eliminação de passagens de nível quase parada nos últimos anos

Eliminação de passagens de nível quase parada nos últimos anos

Em seis anos, só foram eliminadas 43 e continuam a existir 834. Mortes continuam a subir. Governo prevê suprimir 254 até 2030.

O programa de supressão e reclassificação de passagens de nível levado a cabo pela Refer e, depois da extinção desta, pela Infraestruturas de Portugal (IP), apenas eliminou 43 passagens de nível entre 2013 e 2019, o último ano de que há registo. Nos seis anos anteriores, tinham sido 420, quase dez vezes mais.

A informação consta do relatório sobre o ecossistema ferroviário português, da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), que conclui que em 2006 existiam 1297 passagens de nível em Portugal. Destas, 420 foram eliminadas até 2012, mas apenas 43 foram suprimidas de 2013 a 2019. A AMT regista que o programa tem avançado a "um ritmo menos pronunciado a partir de 2012". Os últimos números disponíveis indicam que existem 834 passagens de nível em Portugal (cerca de 33 por cada 100 quilómetros de linha), das quais 55% têm proteção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG