Educação

Exames nacionais apenas para acesso ao Ensino Superior

Exames nacionais apenas para acesso ao Ensino Superior

CNAES recomenda manutenção das regras dos dois últimos anos. Exames no 9.º regressam.

Devido ao impacto da pandemia no sistema educativo, a Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES) recomendou ontem ao Governo a manutenção das regras de acesso que vigoraram nos dois últimos anos. A saber: os alunos devem apenas realizar exames nacionais das disciplinas exigidas como provas de ingresso ao Superior; para efeitos de avaliação e conclusão do Secundário "poderá" ser considerada apenas a avaliação interna. A recomendação, feita a pedido do ministro Manuel Heitor, foi aprovada por unanimidade, reunindo a concordância dos representantes das universidades, institutos politécnicos e ensino privado, sabe o JN.

Relativamente aos estudantes oriundos dos sistemas de ensino estrangeiro, como a Escola Francesa, por exemplo, a Comissão presidida por António Fontainhas Fernandes entende que nos casos em que os países determinaram o cancelamento dos exames finais do Secundário, o acesso deve ser feito com as notas internas. Apesar de ser uma recomendação, o Ministério do Ensino Superior tem subscrito as posições da CNAES no que ao acesso em anos de pandemia diz respeito.

Quanto ao Ensino Básico, conforme o Público ontem avançou e o JN confirmou junto de fonte conhecedora do processo, as provas finais do 9.º ano estarão de volta (tinham sido suspensas devido à pandemia), mas não deverão contar para nota. Nas provas de aferição dos 2.º, 5.º e 8.º anos a decisão ainda não está fechada, mas poderá retomar o modelo pré-pandemia. O Executivo deverá fechar o dossiê no Conselho de Ministros desta semana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG