SNS

Governo corta taxas na saúde mas nunca foi tão eficaz a cobrar

Governo corta taxas na saúde mas nunca foi tão eficaz a cobrar

Agora que o Governo quer acabar com elas, nunca foi tão eficaz a recuperação da dívida, graças a um sistema que emite referências para pagamento por multibanco.

No ano passado, ficaram por cobrar 6,5 milhões de euros em taxas moderadoras nos hospitais e centros de saúde, o valor mais baixo desde 2012. A percentagem dos montantes efetivamente cobrados foi de 96%, face a 92% em 2017 e 89% em 2016. Nos últimos anos, as entidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) olearam os mecanismos de cobrança e os resultados estão à vista.

A propósito da eliminação das taxas moderadoras no SNS, que vai acontecer de forma progressiva até 2023 e cuja incidência no próximo ano deverá ser conhecida hoje com a entrega da proposta do Orçamento do Estado 2020, o JN foi analisar os resultados dos rendimentos e das cobranças nos últimos anos.

Ler mais na edição impressa ou epaper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG