O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Hospitais travam consumos para tentar baixar fatura energética

Hospitais travam consumos para tentar baixar fatura energética

Estrangulados com faturas energéticas cada vez mais elevadas, os hospitais do Serviço Nacional de Saúde estão a implementar medidas para reduzir custos com consumos e aumentar a eficiência.

Mudam lâmpadas, reduzem a iluminação exterior, desligam computadores e equipamentos médicos, instalam painéis solares para aquecer a água e tentam poupar na climatização. A escalada dos preços não atinge apenas a energia. Os bens e serviços também estão a aumentar e os orçamentos, sempre curtos, não chegam para as despesas. Ainda não se nota, mas a dívida está a crescer, avisam os administradores hospitalares.

A funcionar 365 dias por ano, 24 horas por dia, os hospitais são grandes consumidores de eletricidade e gás. Contratam os fornecedores através de acordos negociados por empresas do Estado (ESPAP e SPMS), mas nem assim escapam aos aumentos nas faturas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG