Exclusivo

Inspeção deteta 169 situações suspeitas no processo de vacinação

Inspeção deteta 169 situações suspeitas no processo de vacinação

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) detetou em 169, das 272 entidades investigadas, indícios de "inconformidades" no cumprimento do plano de vacinação contra a covid-19. Ou seja, em 62,1% das linhas de investigação abertas. Esta é uma das conclusões da versão preliminar do relatório a que o JN teve acesso.

No total, foram instaurados 41 processos de inquérito - incluindo, por exemplo, ao Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa ou aos centros hospitalares universitário do Porto (que inclui o Santo António) ou de Lisboa Norte (que inclui o Santa Maria) - seis processos de fiscalização e oito de esclarecimento. Das "inconformidades" detetadas houve ainda um número de situações (não especificado no relatório) enviadas para o Ministério Público e para o Instituto da Segurança Social.

"Foram enviados diretamente para o Ministério Público sempre que foram detetados comportamentos que podem corresponder à violação de normas de natureza penal", lê-se no projeto de relatório que resultou da inspeção instaurada à implementação do plano de vacinação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG