Saúde

Instituto Português do Sangue apela a reforço urgente de dádivas

Instituto Português do Sangue apela a reforço urgente de dádivas

Centros vão estar abertos este sábado e, em Lisboa, também no domingo. Reservas gerais estão entre quatro e 37 dias e as colheitas estão abaixo do necessário devido à pandemia.

As reservas de sangue estão em níveis baixos, devido ao aumento dos contágios e ao número de pessoas em isolamento, por isso o Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST) reforçou o apelo às dádivas e vai abrir os centros durante mais horas, neste fim de semana, para acolher dadores.

"Os Centros de Sangue e Transplantação de Lisboa, Porto e Coimbra estarão abertos sábado das 8 às 19,30 horas, sendo que o Centro de Sangue e Transplantação de Lisboa também estará aberto no domingo, no mesmo horário", comunicou o IPST.

"Os hospitais portugueses necessitam entre 800 a 1000 unidades de sangue e componentes sanguíneos todos os dias, e nunca é demais relembrar que os componentes sanguíneos têm um tempo limitado de armazenamento (35 a 42 dias para os concentrados eritrocitários; 5 a 7 dias para as plaquetas)", explicou o IPST. Além desta limitação, os dadores de sangue só podem realizar a sua dádiva de 3 em 3 meses (homens) ou de 4 em 4 meses (mulheres). Se tiverem tido covid-19 têm de aguardar 14 dias após a recuperação e se tiverem tomado a dose de reforço da vacina contra a covid-19 têm de esperar sete dias para darem sangue novamente.

Com todas as limitações, além das habituais - os dadores têm de pesar mais de 50 kg, ter entre 18 e 65 anos e serem saudáveis -, as reservas de sangue decresceram para "15 e 47 dias considerando a reserva de concentrados eritrocitários dos hospitais e entre os 4 e 37 dias considerando a reserva de concentrados eritrocitários do IPST".

Nesta altura é "necessário mobilizar todos os que estejam em condições de fazer uma dádiva de sangue, nomeadamente os que nunca deram sangue e os que não efetuam uma dádiva há mais de um ano, contribuindo assim para a imprescindível estabilidade das reservas. É muito importante o reforço imediato das dádivas de sangue, pois só assim os doentes podem receber os tratamentos que necessitam".

Além dos locais de recolha de sangue divulgados em www.dador.pt, muitos dos principais hospitais nacionais têm os seus bancos de sangue a funcionar também aos domingos e feriados, como no caso do Hospital de S. João.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG