Sondagem

Eleitores do PS preferem acordo com o Bloco

Eleitores do PS preferem acordo com o Bloco

Os portugueses acham que António Costa vai ganhar as próximas eleições legislativas, mas que não terá maioria absoluta (75%).

A ser assim, e segundo os eleitores socialistas, é melhor avançar para uma coligação de Governo (52%) do que repetir um mero acordo parlamentar (16%). Sendo que o parceiro preferido é o Bloco de Esquerda (62%), segundo uma sondagem da Pitagórica para o JN e a TSF sobre cenários pós-eleitorais.

O PS está a crescer (43,2%), já valerá o dobro dos votos do PSD (21,6%), e estará no limiar de uma maioria absoluta, como revelou a primeira parte da sondagem, publicada na nossa edição da passada segunda-feira. Mas são ainda poucos os crentes. É provável que seja António Costa a vencer (dizem 75% dos inquiridos e 87% dos eleitores socialistas), mas nenhum partido terá os 116 deputados que permitiriam o poder absoluto na Assembleia da República e no Governo (dizem outros 75%, seja entre o total da amostra, seja entre os que votam PS).

Esquerda no Governo

Por outro lado, e depois de quatro anos de uma "geringonça" em que os partidos mais à Esquerda mantiveram um pé dentro e outro fora das decisões políticas, a maior parte dos inquiridos diz preferir uma coligação de Governo (46%) a um acordo parlamentar (17%), ou mesmo um Governo de minoria socialista à base de acordos pontuais (17%).

Os mais entusiastas de uma coligação de Governo são os eleitores do Bloco (76%). Mas essa solução também é maioritária entre os eleitores da CDU (53%) e do PS (52%). Mesmo entre os que votam nos partidos mais à Direita (PSD e CDS), não sendo maioritária, é a fórmula preferida para 37% (apenas 21% apostam num Governo socialista em minoria com entendimentos pontuais; e cerca de 20% num acordo parlamentar).

E se for preciso um acordo, com quem deve então coligar-se o PS? As respostas do conjunto da amostra apontam como claro favorito o Bloco de Esquerda (43%), e, já a alguma distância, a CDU (26%). Uma clara aposta à Esquerda, uma vez que a hipótese de esse parceiro ser o PSD, reeditando a solução de Bloco Central, só recolhe 17% das preferências. Mais para trás ainda ficam o CDS e o PAN, ambos com 8% de referências (sendo que os inquiridos podiam apontar mais do que um partido como aliado preferencial dos socialistas).

Preferência pelo Bloco

Sendo o PS o parceiro principal de uma solução de Governo, é importante detalhar o que pensam os eleitores socialistas. E a inclinação para o BE e para a Esquerda, acentua-se: quase dois terços (62%) apontam os bloquistas, e um número bastante elevado acrescenta a CDU (38%) a uma parceria política para mais quatro anos.

Bastante abaixo nas preferências dos socialistas ficam o PSD (12%) e o CDS (3%). Sendo que o mais recente ator da política parlamentar, o PAN, já é apontado por um em cada dez eleitores do PS (9%).

A fé num acordo à Esquerda é igualmente elevada entre os eleitores do BE e da CDU. Com a particularidade dos comunistas referirem mais vezes o BE como parceiro preferencial do PS (69%) do que os próprios bloquistas (65%). Já os eleitores do BE não parecem dar muito valor à CDU como parceiro do PS: recebe 23%.