Redes sociais

Jovem agradece "excelente trabalho" de Gouveia e Melo após protestos antivacinação

Jovem agradece "excelente trabalho" de Gouveia e Melo após protestos antivacinação

Num vídeo publicado nas redes sociais, João Marques, de 16 anos, pediu a Gouveia e Melo que visitasse o seu centro de vacinação.

João Marques tem 16 anos mas isso não o impede de dar a sua opinião sem medos. Este domingo, após ver as imagens do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, responsável pela task force da vacinação contra a covid-19 em Portugal a ser recebido por insultos de manifestantes antivacina em Odivelas, o adolescente ficou "indignado", segundo contou a mãe, Ana Salvador, ao JN.

"Não o pressionei. Estávamos a almoçar, ele mostrou interesse em falar sobre o assunto e pediu-me para o filmar", acrescentou.

No vídeo, publicado no Facebook e no Instagram, João, que foi vacinado no sábado, deu os parabéns à organização do Centro de Vacinação de Alcochete, onde se sentiu "sempre seguro e bem acompanhado", e elogiou Gouveia e Melo pelo "excelente trabalho que tem feito".

No mesmo vídeo, João aproveitou mesmo para convidar o vice-almirante a visitar Alcochete, onde o jovem vive, dizendo ainda que gostava de falar com ele "nem que seja dois minutos" e de lhe agradecer pessoalmente.

PUB

O adolescente apelou à vacinação de todos, dizendo que "é importante para a vossa saúde, para a saúde dos vossos familiares e amigos".

Apupos em Odivelas: "Indecente e desnecessário"

Em declarações ao JN, João Marques explicou que achou "indecente" a forma como Gouveia e Melo foi recebido em Odivelas e voltou a apelar à vacinação. "Foi indecente e desnecessário. Não é com violência que se resolvem as coisas, é a falar. Foi assim que me ensinaram", afirmou.

Ana Salvador é da mesma opinião: "Custa-me um pouco [ver estas situações] até porque o vice-almirante tem feito um trabalho excelente", disse. "Somos um país democrático, temos opiniões diversas. Mas quando se é agressivo, não posso concordar. As pessoas são livres de escolher se são vacinadas".

O vídeo foi partilhado e, segundo o adolescente, "até já chegou ao presidente da câmara do sítio onde vivo". João recebeu mensagens de apoio, mas também opiniões divergentes, algo que não o faz baixar os braços. "Estou seguro do que fiz. Só quero ser feliz e um Homem melhor. E que todos o sejam também".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG