O Jogo ao Vivo

Covid-19

Mais 38 mortes quando passa um ano desde o início da pandemia

Mais 38 mortes quando passa um ano desde o início da pandemia

Há, esta terça-feira, 691 novos casos de infeção e mais 38 mortes associadas à covid-19, o que reflete uma diminuição face ao mesmo dia da semana passada. O número de internados continua a baixar.

No dia em que se assinala um ano desde que o primeiro caso de covid-19 foi confirmado em Portugal, o país regista mais 691 contágios. Trata-se de um aumento de 297 casos face ao balanço de ontem, quando houve 394 infetados (o valor mais baixo desde 8 de setembro), mas importa sublinhar que as segundas-feiras são, normalmente, dias em que menos casos são contabilizados, tendo em conta o encerramento de laboratórios de testes aos fins de semana. Quando comparado com o relatório da Direção-Geral da Saúde da terça-feira passada (1032), o balanço de hoje traz menos 341 casos.

Ao todo, já foram confirmados 805 647 casos de infeção deste o início da pandemia em Portugal, a 2 de março. Desses, 65 793 correspondem a doentes ativos, menos 2577 do que ontem. Quanto a doentes recuperados, há hoje mais 3230 (ao todo são 723 465).

Madeira é a terceira região com mais casos

Quase 37% dos casos (ontem era 60%) foram contabilizados na região de Lisboa e Vale do Tejo, com 255 contágios reportados até à meia-noite, seguindo-se o Norte, com 166 infetados. Em terceiro na tabela das regiões com mais casos novos por covid-19, surge o arquipélago da Madeira, com 140 casos. O Centro tem 73 casos, o Alentejo soma 27 casos, os Açores 19 e o Algarve 11.

Menos de dois mil internados pela primeira vez desde outubro

PUB

Com mais 38 mortes por covid-19 (mais quatro do que ontem), o boletim de hoje eleva para 16 389 o número total de óbitos associados à doença. Face à terça-feira passada (63 vítimas), morreram menos 25. Dezoito vítimas foram registadas na região de Lisboa, 10 no Norte, sete no Centro, duas no Algarve e uma no Alentejo.

Depois de, na segunda-feira, o número de doentes internados ter subido, há hoje menos 170, num total de 1997 - o número mais baixo desde 31 de outubro. O número de doentes em Unidades de Cuidados Intensivos continua a descer pelo 22.º dia seguido: há menos 23 pessoas internadas, em 446 ao todo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG