O Jogo ao Vivo

Balanço

Mais de 10 mil novos casos de covid-19, o valor mais alto desde janeiro

Mais de 10 mil novos casos de covid-19, o valor mais alto desde janeiro

Houve mais dez mil novos casos de covid-19 em Portugal, nas últimas 24 horas, período durante o qual a doença matou mais 17 pessoas. A região de Lisboa e Vale do Tejo soma mais de metade dos contágios. E o número de internados baixa para valores do início do mês.

Depois de, na quarta-feira, o país ter ultrapassado a barreira dos nove mil casos num só dia, o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) de hoje contabiliza 10 549 infetados, o que eleva para 1 253 094 o número total de casos confirmados desde março de 2020. Trata-se do valor mais elevado desde 30 de janeiro, quando houve 12.435 contágios (nesse dia, morreram 293 doentes).

PUB

O elevado número de novos casos - que já era previsível, tendo em conta a testagem em massa esperada para as vésperas do Natal - é o dobro dos contabilizados na quinta-feira da semana passada, quando havia 5137 infeções.

Por outro lado, recuperaram da doença mais 3948 pessoas, havendo atualmente mais de 84 mil doentes ativos, mais 6584 do que ontem (um aumento que não se verificava há vários meses).

Lisboa com 50% dos casos e internados baixam

Mais de metade dos novos contágios (50,7%) foi registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, que soma mais 5350 infeções. Segue-se o Norte, com 2817 casos, o Centro, com 1465, o Algarve, com 328, e o Alentejo, com 255. Na Madeira, há mais 249 contágios e nos Açores 85.

Nas últimas 24 horas, morreram em Portugal mais 17 pessoas por doenças associadas à infeção com Sars-CoV-2: cinco no Norte, três em Lisboa e Vale do Tejo, três no Centro, três no Algarve, duas na Madeira e uma no Alentejo.

Quanto ao número de internados nos hospitais, a tendência crescente sofreu hoje uma inversão: há menos 16 doentes em enfermaria (893 no total), com as unidades de cuidados intensivos (UCI) a albergarem 148 pacientes (menos 7 que ontem). Os internamentos atingem, assim, valores que não se verificavam desde 4 de dezembro, quando havia 879 pessoas hospitalizadas. Além disso, esta é a primeira vez, nos últimos quatro dias, em que diminui o número de doentes em UCI.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG