Pandemia

Mais seis mortes e 780 novos casos de covid-19 em Portugal

Mais seis mortes e 780 novos casos de covid-19 em Portugal

Há mais seis mortes e 780 novos casos de infeção por covid-19. Ao todo, contam-se 66175 infetados e 1894 vítimas mortais, uma das quais com menos de 50 anos.

Há mais 259 recuperados, revela o Boletim da Direção-Geral da Saúde, no qual é registado um aumento de mais dez casos em relação a quinta-feira, que com 770 positivos era o oitavo pior dia desde que começou a pandemia.

Entre as seis vítimas mortais, há o registo da morte de um homem com menos de 50 anos, a segunda faixa etária com mais casos, e de uma mulher com menos de 60 anos, o que mostra que a covid-19 não mata só os mais velhos.

Segundo os dados revelados esta sexta-feira, há ainda três vítimas mortais entre as pessoas com mais de 80 anos, a faixa etária mais afetada pela mortalidade da covid-19, e de uma mulher com menos de 70 anos.

Como o primeiro-ministro António Costa já tinha revelado, na conferência de imprensa após a reunião do gabinete de crise, esta sexta-feira, em Lisboa, há menos 15 pessoas internadas (465 no total) e menos dois doentes em Unidades de Cuidados Intensivos (57 em todo o país).

As vítimas mortais são todas da região de Lisboa de Vale do Tejo (RLVT), que soma agora 717 óbitos, após um período de 24 horas em que acumulou mais 426 casos de covid-19, o que corresponde a 54% do total diário, de acordo com o último boletim da DGS.

PUB

A Região Norte, a que regista mais vítimas mortais, não contou nenhum óbito, mas acrescentou mais 250 casos positivos de covid-19 nas últimas 24 horas, 32% do total diário nacional, ultrapassando a barreira dos 24 mil (24234).

Na Região Centro foram contabilizados mais 46 casos, para um total de 5526, mantendo-se os 256 óbitos registados no boletim de quinta-feira.

No Alentejo, foram acrescentados mais 36 casos, para um total de 1267, mantendo-se as mesmas 23 vítimas mortais.

Mais a sul, no Algarve, contaram-se mais 20 positivos e são agora 1324 os casos totais desde o início da pandemia, a 2 de março, com um acumulado de 19 óbitos.

Na Madeira foram acrescentados mais dois casos, para um total de 198, mantendo-se sem qualquer óbito desde o início da pandemia.

O arquipélago dos Açores não registou qualquer novo caso, nas últimas 24 horas, mantendo-se com 241 casos e 15 óbitos.

Segundo os dados da DGS, há mais 515 casos ativos de covid-19 em Portugal, para um total de 20229 e 38721 contactos ativos sob vigilância, mais 917 em relação a quinta-feira.

Com 11050 casos, 5240 homens e 5810 mulheres, a faixa etária entre os 30 e os 39 anos é a mais afetada pela doença, com 16,7% do total nacional.

Com menos uma décima percentual (16,6%), a faixa etária seguinte, 40-49 anos, acumula 10958 positivos desde o início da pandemia - 4944 homens e 6014 mulheres.

Entre os jovens com mais de 20 anos e menos de 30, a percentagem de infetados é de 16,3%, consubstanciada num total de 10762 casos, 5043 do sexo masculino e 5719 do género feminino.

A faixa etária dos 50-59 anos acumula 9873 casos desde o início da pandemia, 15% do total nacional, sendo 4304 homens e 5569 mulheres.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 30348 homens e 36828 mulheres, de acordo com os casos declarados e matou 956 homens e 938 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos, com 66,7% do total, para um acumulado de 1262 - 556 homens e 706 mulheres.

Na faixa etária imediatamente anterior, a dos 70-79 anos, há 378 óbitos (230 homens e 148 mulheres), o que equivale a 20% do total nacional. No escalão imediatamente anterior, 60-69 anos, morreram 165 pessoas (114 homens e 51 mulheres), o que representa 8,7% do total nacional.

As faixas etárias mais elevadas, acima dos 60 anos, concentram 95,4% do total óbitos no país - 1805 dos 1894 registados até à meia-noite de quinta-feira, e registados no boletim da DGS divulgado esta sexta-feira ao início da tarde.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 943086 mortos e mais de 30 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG