Sismos

Marcelo visita ilha de São Jorge no domingo

Marcelo visita ilha de São Jorge no domingo

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai visitar, no domingo, a ilha de São Jorge, nos Açores, que está a ser afetada por uma elevada atividade sísmica.

A informação foi avançada pelo presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, em declarações aos jornalistas. Marcelo Rebelo de Sousa deverá chegar à ilha do Grupo Central dos Açores por volta das 15.30 horas (16.30 horas de Lisboa), "para dar sinal claro da proximidade e da solidariedade".

Na sexta-feira, o Presidente da República disse que estava a acompanhar a crise sismovulcânica na ilha açoriana de São Jorge, onde pensava deslocar-se brevemente, considerando que "não há razão para insegurança". "Quando falei com ele [presidente do Governo Regional] hoje, ainda estava em São Jorge e eu penso muito brevemente ir a São Jorge também", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, aos jornalistas, em Fátima. O chefe de Estado referiu que, "no imediato, entendem os especialistas que não há questões para alarmes da parte da população".

PUB

Cerca de 770 sismos de baixa magnitude foram registados, esta sexta-feira, na ilha São Jorge, segundo o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), que reiterou que não há evidências de estar iminente uma erupção vulcânica. Desde o início da crise, registaram-se cerca de 12 700 sismos. "Neste momento, só para o sistema fissural de Manadas, onde está a acontecer esta crise sísmica há cerca de sete dias, temos mais do dobro do que aqueles que foram registados em toda a região autónoma dos Açores em 2021", afirmou Rui Marques.

A crise sismovulcânica iniciou-se a 19 de março na parte central da ilha de São Jorge, numa área compreendida entre Velas e Fajã do Ouvidor, e "continua acima dos valores de referência". O sismo mais energético desta crise ocorreu às 18.41 horas (19.41 horas em Lisboa) desse dia, com epicentro a cerca de dois quilómetros da Urzelina e uma magnitude 3,3 na escala de Richter. Até ao momento foram identificados cerca de 182 sismos sentidos pela população.

Segundo os dados provisórios dos Censos 2021, a ilha de São Jorge tem 8373 habitantes, dos quais 4936 no concelho das Velas e 3437 no concelho da Calheta. Mais de 1200 pessoas já abandonaram a ilha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG