O Jogo ao Vivo

Boletim DGS

Menos internados e doentes graves no segundo dia de julho com mais mortes por covid

Menos internados e doentes graves no segundo dia de julho com mais mortes por covid

Portugal regista, hoje, 17 mortes por covid-19 e 2590 infetados. É o sábado com menos casos de infeção do mês de julho, mas um dos dias com mais vítimas mortais.

O mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que, nas últimas 24 horas, foram detetados 2590 casos positivos, o que representa uma descida face ao sábado anterior, quando se contabilizaram 3396 infetados.

Ainda assim, apesar de se tratar do sábado do mês com o mais baixo número de infeções, morreram 17 pessoas vítimas da doença, o segundo valor mais alto de julho, depois dos 20 óbitos de dia 24.

Ao todo, desde o início da pandemia, morreram 17.361 cidadãos, 968.631 contraíram a doença e 902.014 recuperaram, 4128 deles nas últimas 24 horas. Há, neste momento, 49.256 casos ativos em território nacional, menos 1555 do que ontem.

Lisboa e Vale do Tejo com mais de metade das mortes

Dos casos positivos, 959 são em Lisboa e Vale do Tejo, 923 no Norte, 313 no Algarve, 255 no Centro, 61 no Alentejo, 43 nos Açores e 36 na Madeira.

PUB

A região de Lisboa reporta ainda o maior número de mortes, dez, havendo ainda quatro óbitos no Norte, dois no Algarve e um no Centro. Em termos de faixas etárias, dez das vítimas mortais tinham mais de 80 anos, três entre os 70 e os 79, duas entre os 60 e os 69, uma entre os 50 e os 59 e uma entre os 40 e os 49 anos.

Pelo segundo dia consecutivo, as hospitalizações diminuíram: há, agora, 895 pessoas internadas nos hospitais portugueses, menos 29 do que ontem. Em Unidades de Cuidados Intensivos estão menos quatro infetados, 195 no total.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG