Atrofia Muscular Espinhal

Morreu Noa, a bebé de Coimbra que ia tomar o medicamento mais caro do mundo

Morreu Noa, a bebé de Coimbra que ia tomar o medicamento mais caro do mundo

Depois de Matilde e Natália, o Infarmed tinha autorizado a toma de Zolgensma a Noa, bebé de 13 meses, internada em Coimbra.

Morreu esta quarta-feira Noa Feteira, a bebé de 13 meses que ia ser medicada nos próximos dias com Zolgensma, o medicamento para a Atrofia Muscular Espinhal (AME).

Depois de Matilde e Natália, a bebés de Lisboa que foram as primeiras a fazer a medicação tida como a mais cara do mundo, os pais de Noa tinham, esta quarta-feira à tarde, uma reunião marcada com médicos do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra (CHUC) para agilizar os procedimentos para a toma do medicamento.

Vânia Feteira, a mãe de Noa, sempre lutou para que todas as crianças portuguesas tivessem acesso ao fármaco, pedindo que as crianças de Coimbra fossem tratadas com a mesma brevidade que as de Lisboa.

O Infarmed já tinha autorizado a toma da medicação. Contudo, por razões ainda não apuradas, Noa faleceu sem fazer a medicação em que pais e médicos depositavam toda a esperança.