DGS

Novos máximos: mais 219 mortos e 14.647 casos de covid-19

Novos máximos: mais 219 mortos e 14.647 casos de covid-19

Confirmam-se as piores estimativas. Esta quarta-feira, há mais 219 óbitos por covid-19 e 14.647 infeções pelo novo coronavírus. Norte com maior aumento de novos casos.

Portugal regista, desde o início da pandemia, em março de 2020, um total de 9465 mortes associadas à covid-19 e 581.605 casos positivos de SARS CoV-2, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Depois de na terça-feira se ter atingido um máximo de 218 vítimas mortais, em 24 horas este valor bate um novo recorde com 219 óbitos. A maioria ocorreu em Lisboa e Vale do Tejo (98), seguindo-se o Norte (55), a zona Centro (44), o Alentejo (16), o Algarve (cinco) e a Madeira (um).

Não resistiram à doença 147 pessoas com 80 ou mais anos (74 homens e 73 mulheres). Mas nas faixas etárias mais baixas também há a lamentar a morte de um homem entre os 20-29 anos, outro homem entre os 30-39 anos e três doentes entre os 40-49 anos (dois homens e uma mulher). Entre os 50-59 anos morreram cinco pessoas (quatro homens e uma mulher), entre os 60-69 anos 17 (13 homens e quatro mulheres) e entre os 70-79 anos mais 45 (22 homens e 23 mulheres).

Por outro lado, conseguiram recuperar mais 6493 doentes, elevando o total de recuperados para 428.364.

PUB

Em relação ao novo máximo diário de 14.647 infeções, Lisboa e Vale do Tejo confirmou 5593 casos e o Norte 5097, o que representa um aumento acentuado nesta região face aos 2970 casos positivos indicados no boletim epidemiológico de terça-feira.

A zona Centro tem mais 2780 doentes infetados, o Alentejo mais 603, o Algarve mais 459, a Madeira mais 72 e os Açores mais 43.

No valor acumulado desde o início da pandemia, a região Norte tem em simultâneo o maior número de casos (266.384) e o maior número de óbitos por covid (3866). Segue-se Lisboa e Vale do Tejo (197.311 casos, 3430 óbitos), a zona Centro (78.953 casos, 1539 óbitos), o Alentejo (19.592 casos, 447 óbitos), o Algarve (13.356 casos, 132 óbitos), os Açores (3093 casos, 22 óbitos) e a Madeira (2916 casos, 29 óbitos).

Em 24 horas foram internados mais 202 doentes com covid-19, num total de 5493 hospitalizados, e há mais 11 em cuidados intensivos, elevando para 681 os infetados em estado mais grave.

O boletim epidemiológico da DGS indica um aumento de 7935 casos ativos (143.776) e há mais 9679 contactos sob vigilância das autoridades de saúde (184.034 no total).

Na terça-feira, no parlamento, a ministra da Saúde, Marta Temido, revelou que, em janeiro, a média diária de testagem têm sido de 54 mil testes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG