Saúde

Portugueses engordaram em média 5 quilos um ano após o início da pandemia

Portugueses engordaram em média 5 quilos um ano após o início da pandemia

Apenas 17% dos cidadãos emagreceram neste último ano, que foi marcado pelo sedentarismo.

Um estudo realizado pela plataforma Fixando apurou que, desde o início da pandemia, os portugueses engordaram em média 5 quilos devido, principalmente, à falta de exercício e pelos maus hábitos alimentares.

Alice Nunes, diretora de Desenvolvimento de Negócio da Fixando, explica que o confinamento mudou a rotina das pessoas. "Este aumento de peso deve-se, maioritariamente, à alteração nos hábitos alimentares, pois 30% afirma ter, durante o confinamento, uma alimentação muito menos saudável do que tinha numa altura pré pandemia"

Outro motivo para essa alteração de peso é a diminuição na procura por nutricionistas. Segundo a Fixando, a procura e contratação desses serviços profissionais sofreu uma quebra de 191%, quando comparado com o período homólogo em 2020.

O inquérito, realizado a 6400 utilizadores da plataforma, entre os dias 18 e 24 de março, também revela que 45% dos inquiridos consideram que a pandemia é a grande responsável pelo aumento de peso e que só 17% emagreceu, sendo que a média perdeu 6 quilos.

"As dificuldades financeiras que os portugueses estão a enfrentar fazem com que apenas 18% tenha capacidade monetária para recorrer a um nutricionista, cuja consulta custa em média 29 euros", conclui a mesma responsável.

A plataforma concluiu ainda após o inquérito que a necessidade de se manter em casa teve impacto tanto na saúde mental quanto na física e a impossibilidade de fazer exercícios também provocou consequências - 26% dos inquiridos na amostra da Fixando indicaram que não praticaram qualquer exercício físico no período de pandemia, apesar de reconhecerem que este é fundamental para a saúde.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG