Exclusivo

Privados das PPP na Saúde exigem milhões ao Estado

Privados das PPP na Saúde exigem milhões ao Estado

Luz Saúde vai recorrer ao tribunal para ser ressarcido dos prejuízos decorrentes da pandemia. Três grupos que tinham parcerias pediram reposição do reequilíbrio financeiro para compensar perdas.

O parceiro privado que geriu o Hospital de Loures até 18 de janeiro vai recorrer ao tribunal para exigir ao Estado o pagamento de cerca de 45 milhões de euros pelos prejuízos decorrentes da pandemia em 2020, 2021 e primeiros dias de 2022. O Grupo Luz Saúde já fez um pedido formal de reequilíbrio financeiro à Administração Regional de Lisboa e Vale do Tejo (ARS LVT), mas, na falta de resposta, avançará para a justiça.

O Grupo Lusíadas, que gere a PPP do Hospital de Cascais até ao final deste ano, também avançou com um pedido idêntico junto da ARS LVT. E o grupo CUF, que geriu a PPP do Hospital de Vila Franca de Xira até maio de 2021, tomou a mesma opção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG