Coronavírus

ESMAE, no Porto, fecha depois de professor ser infetado pelo Covid-19

ESMAE, no Porto, fecha depois de professor ser infetado pelo Covid-19

Um professor da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), no Porto, é a quinta pessoa infetada pelo Covid-19. A escola encerrou portas até novas orientações.

O presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP), João Rocha, confirmou ao JN que o quinto doente, anunciado na manhã desta quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, é um "elemento da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE)", sem revelar qual a sua função. "Durante a sua atividade, teve contacto com outras pessoas da ESMAE", explicou o responsável, adiantando que foram recomendadas medidas de isolamento social a estas, que serão "algumas dezenas, não muitas".

A direção da ESMAE, que tem cerca de 600 membros, entre professores, alunos e funcionários, anunciou a suspensão da atividade letiva e o encerramento da escola até novas orientações. "Durante o período de encerramento, apenas poderão entrar nas mesmas os trabalhadores da instituição, serviços de limpeza, órgãos de gestão e, caso se revele necessário, representantes da autoridade de saúde", lê-se numa nota interna, a que o JN teve acesso, assinada pelo presidente da instituição, António Augusto Aguiar.

Segundo apurou o JN, o docente vive em Braga e dá aulas de música, às segundas-feiras e sábados, a quatro alunos da Escola Profissional Artística do Alto Minho (ARTEAM) - que estão em isolamento em casa, além de seis professores - e na Academia de Música de Viana do Castelo, tendo recentemente dado formação na Escola Profissional de Artes na Covilhã. Em fevereiro, esteve na cidade italiana de Bergamo, na região da Lombardia, uma das zonas mais afetadas no país. Depois de ter regressado, foi contactado, no domingo passado, por um amigo com quem privou em Itália, que lhe comunicou estar infetado. Depois disso, alertou as autoridades de saúde.

Em alerta estão, até novas indicações da autoridade de saúde, 150 alunos da Escola Profissional Artística do Alto Minho (ARTEAM) e cerca de 400 da Academia de Música de Viana do Castelo, assim como 50 professores e 13 funcionários. As duas instituições funcionam no mesmo edifício.

Esta manhã, a DGS revelou que o quinto caso de infeção pelo novo coronavírus é o de homem, de 44 anos, que veio de Itália e está no Centro Hospitalar Universitário de S. João. Segundo o documento, a "situação clínica está estável".

Outras Notícias