Nacional

PS revê-se "plenamente" na mensagem do Marcelo

PS revê-se "plenamente" na mensagem do Marcelo

O PS disse rever-se "plenamente" na mensagem de Ano Novo do Presidente da República, nomeadamente na necessidade do país precisar de estabilidade política, previsibilidade nas opções políticas e confiança para enfrentar os próximos desafios.

"Revemo-nos plenamente na mensagem do senhor Presidente da República, revemo-nos em primeiro lugar porque o país precisa de estabilidade política para consolidar a estratégia de combate à pandemia e de previsibilidade nas opções políticas para assegurar as condições de recuperação da economia e das condições de vida dos portugueses", afirmou o secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro.

Numa reação a partir do Porto, na sede do partido, o socialista acrescentou que a estabilidade e a previsibilidade dão a confiança necessária para o país aproveitar bem os recursos ao dispor.

"Juntos conseguimos virar a página da austeridade em 2015 e, agora, juntos vamos conseguir virar a página desta pandemia e assegurar o crescimento da economia e a recuperação das condições de vida de todos os portugueses e reforçar Portugal como um país de progresso e de bem-estar", referiu.

O dirigente sublinhou não ter sido o PS o culpado do país ir a eleições em janeiro, acrescentando que o partido "tudo fez" no Parlamento para evitar o chumbo do Orçamento de Estado para 2022.

Nas eleições legislativas de 30 de janeiro, os portugueses vão poder exprimir a sua vontade e, em função dessa, é que terá de ser avaliada os termos em que se poderá corresponder às três palavras que "marcam" a mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa: estabilidade política, previsibilidade nas opções políticas e confiança, afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG