Exclusivo

Queixas de atrasos no abono de família aumentam 133%

Queixas de atrasos no abono de família aumentam 133%

Provedoria de Justiça recebeu quase tantas queixas em quatro meses como durante o ano de 2020.

O número de titulares com abono de família, em março deste ano e em comparação com os homólogos dos últimos anos, teve a maior queda desde que a troika alterou as regras do subsídio em 2011. Face ao ano passado, há menos 55 mil crianças apoiadas e, face ao último março sem pandemia, em 2019, são menos 92 664. Os atrasos na atribuição das prestações ou nas reavaliações motivaram 426 queixas em 2021 junto da Provedoria de Justiça, mais 133% do que as 183 de 2020. Este ano, até ao início de maio, já havia 118 reclamações. A provedora chamou à atenção o Instituto da Segurança Social (ISS), no verão passado, mas a situação pouco ou nada melhorou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG