Exclusivo

Recorde de alunos estrangeiros no Ensino Superior

Recorde de alunos estrangeiros no Ensino Superior

Depois da quebra provocada pela pandemia, candidaturas mais do que duplicaram face a 2019 até ao final de maio. Brasil e PALOP são os principais emissores.

Depois da quebra registada no ano passado, com a pandemia a travar a mobilidade dos estudantes, a procura por instituições de Ensino Superior por alunos internacionais está ao nível mais alto de sempre. Até 31 de maio, contavam-se 3483 candidaturas para a realização de um curso superior no nosso país, num aumento de 132% face a 2019. Brasil e Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) continuam a ser os principais países emissores, de acordo com dados fornecidos pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

"A expectativa é que, até ao início do ano letivo, se materialize numa percentagem muito acima de 2019, que foi o melhor ano de sempre", explica, ao JN, o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Apontando Sobrinho Teixeira para um crescimento na casa dos 25% a 30% face a 2019/2020. "São resultados animadores; é um retorno para todos, para as instituições, para o país, para os portugueses", frisa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG