Igreja

Só seis das 20 dioceses criaram comissões de proteção de menores

Só seis das 20 dioceses criaram comissões de proteção de menores

Quase seis meses depois da entrada em vigor das novas normas impostas pelo Papa Francisco para a proteção de menores vítimas de abusos sexuais na Igreja Católica, das 20 dioceses existentes em Portugal, apenas seis têm constituídas e a funcionar as comissões multidisciplinares para receber, analisar e encaminhar as queixas.

Das que responderam ao JN, nenhuma recebeu ainda qualquer denúncia. A criação destas comissões foi determinada pelo Papa após uma cimeira inédita com os presidentes das conferências episcopais de todo o Mundo, em fevereiro passado.

Algumas dioceses (Porto, Lamego, Santarém e Funchal) ainda mostraram resistência, mas para dissipar qualquer dúvida, até porque tinha sido publicado um decreto papal com efeitos a partir de 1 de junho, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) decidiu, em maio, que a medida era mesmo para cumprir até junho de 2020.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG