Exclusivo

Um terço dos médicos estrangeiros saiu do SNS desde 2019

Um terço dos médicos estrangeiros saiu do SNS desde 2019

Administração Central do Sistema de Saúde registava em setembro 1289 estrangeiros, menos 551 do que há três anos. Há mais de 4500 inscritos na Ordem de 73 nacionalidades.

Há 1289 médicos estrangeiros a exercer no SNS, uma quebra de 30% face a 2019, de acordo com números avançados ao JN pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS). Ainda não há uma análise que permita avançar com uma explicação oficial, mas fonte da ACSS admitiu que a quebra poderá dever-se à pandemia de covid-19, com vários médicos a regressarem aos países de origem.

Os números deste ano reportam-se ao mês de setembro e revelam que, nessa altura, havia 1289 médicos estrangeiros (sobretudo espanhóis, ucranianos e brasileiros) a exercer no SNS. Desses, cerca de metade (844) trabalham em hospitais, 443 nos Cuidados de Saúde Primários e dois nos Serviços Centrais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG