Ensino Superior

Universidades devem organizar épocas especiais de exame para alunos infetados

Universidades devem organizar épocas especiais de exame para alunos infetados

As aulas no ensino superior irão ser retomadas a 10 de janeiro, segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que recomenda às instituições de ensino que criem "períodos extraordinários de avaliação ou o acesso a épocas de avaliação especial" para os alunos em isolamento profilático, que não podem realizar exames presencialmente.

"A partir de 10 de janeiro de 2022, cessa a suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais das instituições de ensino superior, que devem recomeçar a partir dessa data, retomando a total normalidade no funcionamento das instituições", lê-se no comunicado enviado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, esta sexta-feira.

Relativamente aos alunos que se encontrem em isolamento "recomenda-se que sejam adotadas medidas para acautelar a impossibilidade de realização presencial de exames. Deverá ser garantido ao estudante a possibilidade de realização presencial de provas em data posterior, devendo ser ponderada a criação de períodos extraordinários de avaliação ou o acesso a épocas de avaliação especial".

Durante a realização de exames deve ser "garantindo o distanciamento físico entre estudantes dentro dos espaços em que os mesmos decorrem" e "nos espaços envolventes às salas onde ocorrerão as avaliações, mitigando ao máximo a potencial concentração dos mesmos, enquanto aguardam ou quando acedem às salas para realização de provas", recomenda o Ministério.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG