Música

Elisa vence Festival da Canção com "Medo de Sentir"

Elisa vence Festival da Canção com "Medo de Sentir"

Elisa venceu a final da 54.ª edição do Festival da Canção. O tema "Medo de Sentir" irá representar Portugal no Festival da Eurovisão 2020.

Das oito canções finalistas que desfilaram pelo palco do Coliseu Comendador Rondão Almeida, em Elvas, na 54.ª edição do Festival RTP da Canção, venceu "Medo de Sentir", de Elisa. O festival no qual Portugal participou pela primeira vez em 1964, não fazia escala no Alentejo desde 1989.

A canção vencedora, eleita depois de duas semi-finais, vai representar Portugal em Roterdão, na Holanda, país anfitrião que, até prova em contrário - porventura ditada pelo Covid-19 - vai organizar a cerimónia do Festival da Eurovisão da Canção (ESC), entre os dias 12 e 16 de maio. Mas também seria possível dizer que venceu a diversidade. O festival deste ano foi uma espécie de doutoramento ao vivo em sociologia. As canções apresentaram um conjunto de mensagens contra o racismo, a favor da igualdade de género e em prol de várias minorias frequentemente atacadas ou, pelo menos, esquecidas.

As votações do público fecharam às 23.15 horas, deixando pelo caminho "Gerbera Amarela do Sul", de Filipe Sambado; "Abensonhado", de Jimmy P; "Mais Real Que O Amor", de Tomás Luzia; "Não Voltes Mais", de Elisa Rodrigues; "Movimento", dos Throes + The Shine; "Diz Só", de Kady; e "Passe-Partout", de Bárbara Tinoco.

Antes de ser conhecido o vencedor, já muito perto da meia-noite, houve ainda tempo para ouvir "Estou Além", de António Variações, numa variação de Lena d"Água e Samuel Úria, ambos a cantarem o clássico de um tempo em que o país ainda sabia um refrão de cor: "Vou continuar a procurar/ A minha forma/ O meu lugar/ Porque até aqui eu só:/ Estou bem aonde eu não estou".

Samuel Úria teve, de resto, um papel especial neste festival. Foi ele, também, o responsável pelo tradicional momento musical final. O compositor escolheu homenagear os 40 anos do rock português. Assim, Alex D"Alva Teixeira, Joana Espadinha, NBC e Surma, por ele convocados, fizeram-nos viajar por temas icónicos de Rui Veloso, dos Jafumega, dos Heróis do Mar, GNR, Salada de Frutas, dos UHF e dos Táxi.

Pelo palco passou ainda Conan Osíris, o vencedor da edição do ano passado, que representou Portugal em Israel, com o tema "Telemóveis". Competiu na primeira semifinal, mas não foi apurado para a final do concurso.

Outras Notícias