O Jogo ao Vivo

Imprensa

A si, leitor: o apelo sem precedentes de 20 jornais e revistas contra a pirataria

A si, leitor: o apelo sem precedentes de 20 jornais e revistas contra a pirataria

Os diretores de 20 jornais e revistas portugueses redigiram uma carta em que apelam aos cidadãos que ajudem a combater a pirataria que, sobretudo por estes dias, se serve do jornalismo profissional.

O jornalismo não escapa à pandemia. E a sustentabilidade económica de que ele precisa para existir também não. O aumento da procura de informação registado em Portugal nas últimas semanas, face à doença que já atingiu mais de nove mil pessoas no país, tem levado à disseminação de edições piratas de jornais e revistas, naquilo que é uma clara violação da lei dos direitos de autor. Essa divulgação, que se faz através do email, WhatsApp e redes sociais, é uma ameaça ao trabalho da imprensa livre e independente e das empresas de comunicação social.

Assim, porque há momentos em que é preciso unir vozes, 20 diretores de jornais e revistas nacionais juntaram-se, numa "iniciativa inédita", na redação de uma carta aberta na qual apelam ao sentido cívico dos leitores. Na missiva, abaixo apresentada, convidam-nos a evitar a utilização abusiva de conteúdos produzidos por jornalistas profissionais, assinando as edições digitais ou comprando os jornais em papel (saiba aqui em que quiosques pode comprar o JN, diariamente).

Leia abaixo a missiva na íntegra:

Caro leitor(a),

Na atual situação extraordinária em que vivemos a importância do acesso a informação credível tem sido ainda mais realçada. Sentimos essa exigência todos os dias por parte de si e estamos deste lado a trabalhar continuamente para lhe fazer chegar os melhores conteúdos. Para que isso seja possível há, em cada órgão de informação, dezenas ou centenas de profissionais, de jornalistas a fotógrafos, de gráficos a colunistas que garantem a sua continuidade.

Para conseguirmos manter a qualidade precisamos da sua colaboração no combate à pirataria.

Diariamente, versões em PDF, com a totalidade dos jornais e revistas nacionais, são partilhadas por e-mail, whatsapp ou em redes sociais, numa clara violação dos direitos de autor. Esta partilha, além de ser um crime, é uma ameaça à sustentabilidade financeira das empresas, à informação livre e independente e no limite coloca em causa milhares de postos de trabalho.

Por isso, numa iniciativa inédita, os diretores de vários jornais e revistas juntam-se agora para lhe pedir que nos ajude a travar a pirataria, convidando os leitores a assinarem as edições digitais ou a dirigirem-se ao ponto de venda mais próximo.

Diga não à pirataria e sim à informação de qualidade.

Domingos de Andrade, "Jornal de Notícias"
André Veríssimo, "Negócios"
Bernardo Ribeiro, "Record"
Carla Borges Ferreira, "Meios e Publicidade"
Cláudia Lobo, "Visão Júnior"
Eduardo Dâmaso, "Sábado"
Ferreira Fernandes, "Diário de Notícias"
Filipe Alves, "Jornal Económico"
João Vieira Pereira, "Expresso"
José Carlos Vasconcelos, "Jornal de Artes Letras e Ideias"
José Manuel Ribeiro, "O Jogo"
Mafalda Anjos, "Visão"
Manuel Carvalho, "Público"
Maria João Vieira Pinto, "Executive Digest e Marketeer"
Mário Ramires, "Sol" e "i"
Octávio Ribeiro, "Correio da Manhã"
Rui Tavares Guedes, "Courrier Internacional"
Sérgio Magno, "Exame Informática"
Tiago Freire, "Exame"
Vítor Serpa, "A Bola"

Outras Notícias