Grécia

Mãe da alegada vítima de Semedo esclarece mensagem de extorsão enviada ao jogador

Mãe da alegada vítima de Semedo esclarece mensagem de extorsão enviada ao jogador

A mãe da jovem de 17 anos que diz ter sido violada por Rúben Semedo quebrou, esta quarta-feira, o silêncio através de um comunicado enviado à imprensa grega, onde explica alguns "pontos críticos", entre os quais a mensagem que o jogador português recebeu no Instagram antes de ser detido ("Boa sorte na prisão! Dás-me 15 mil euros e eu não digo nada").

"Quanto à mensagem supostamente ameaçadora e chantagista recebida por um dos acusados [Rúben Semedo] ​​pouco antes da acusação ser tornada pública, esclareço que ela partiu de uma conta do Instagram com os seus dados visíveis. Essa pessoa é seguidora da minha filha nessa rede social e trocou contacto com ela apenas uma vez. Acreditamos que essa pessoa obteve a informação através do círculo de amigos da minha filha, a quem ela recorreu para falar do seu problema", afirmou a progenitora, numa nota divulgada pelo advogado Alexis Kougias, um conhecido causídico na Grécia, que já tinha admitido processar quem publicasse fotos ou comentários difamatórios sobre a sua cliente.

Já sobre um vídeo que está a circular na Internet, onde alegadamente a filha apareceria envolvida sexualmente num carro com o jogador de futebol, antes de irem para a sua casa naquela noite, a mãe da suposta vítima é categórica: "A minha filha não aparece nele. Na verdade, nem mesmo a rapariga que estava com ela naquela noite aparece nesse vídeo. Este é um vídeo, em que aparece um dos arguidos, com duas raparigas independentemente do caso, muito provavelmente num carro que não o usado naquela noite", assegurou.

E vai mais longe: "E vocês estão felizes que um atleta de 27 anos, um exemplo para muitos jovens, ande com meninas menores de idade? É prática comum o acusado filmar os menores com quem tem um caso? Existem outros vídeos de pornografia infantil no telemóvel dele?", questionou a progenitora.

A mãe da menor revela que optou, inicialmente, por não prestar declarações, por respeitar aquilo que é a presunção de inocência dos arguidos e a idade da filha. No entanto, convicta de que o julgamento "obviamente se vai atrasar", diz ter quebrado o silêncio também para acabar com os "rumores" sobre a filha, que estás prestes a regressar à escola.

"Há uma semana que tenho estado a ver, em silêncio, apavorada e sem conseguir reagir, a minha família ser devorada pelos média e principalmente pelas redes sociais", afirmou.

PUB

A progenitora insistiu ainda que a filha nunca trocou nenhuma mensagem por qualquer meio com nenhum dos dois réus (que só conheceu por intermédio de terceiros) e que esta recusou qualquer convite para se encontrarem no dia seguinte ao alegado episódio de violação.

"Acho que todos podemos concordar que uma rapariga tem o direito de usar as roupas de que gosta, de publicar fotos provocantes nas redes sociais de biquíni e que isso não é um convite para a violação", finalizou.

Libertado sob fiança de 10 mil euros

Rúben Semedo foi libertado, na semana passada, sob uma fiança de 10 mil euros, após os juízes terem considerado que não cumpria os requisitos legais para ficar em prisão preventiva. Recorde-se que o defesa central de 27 anos afirmou que as relações sexuais ocorreram com o consentimento de todos e que a jovem em causa assegurou que tinha 19 anos e não 17, a sua verdadeira idade.

"Acredito que a inocência do meu cliente foi provada. Existem contradições entre os depoimentos e isso foi levado em consideração para a decisão dos juízes. Não houve indícios de violação", disse, na altura, a advogada do futebolista luso, Marizana Kikiri.

Também Jeff Ogutsukou, o empresário nigeriano de 40 anos que é suspeito de violação no caso que envolve o jogador internacional, foi libertado sob fiança de 5 mil euros. Está sujeito a apresentações à polícia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG