O Jogo ao Vivo

F. C. Porto

Pinto da Costa: "Foi uma demonstração de classe"

Pinto da Costa: "Foi uma demonstração de classe"

O presidente do F. C. Porto ficou "satisfeito" com o triunfo desta quinta-feira, em Berna, frente ao Young Boys, por 2-1, para a Liga Europa de futebol, mas entende que é cedo para traçar grandes cenários na prova. Para já, frisou, importa garantir a qualificação, na receção ao Feyenoord.

"É mais uma vitória. Era um jogo importante, em que seria fundamental vencer, embora com o empate pudesse ser um resultado ainda interessante. Vencemos e só dependemos de nós", disse Pinto da Costa, após o triunfo dos portistas na Suíça.

"O F. C. Porto fez uma segunda parte fantástica, a equipa quis mesmo, jogou bem, foi uma demonstração de classe. É importante vencer assim nestes jogos europeus", acrescentou o líder dos dragões.

Aboubakar, aposta surpresa do técnico Sérgio Conceição, mereceu palavras elogiosas de Pinto da Costa: "Estou feliz por todos. Não jogou sozinho, nem jogou para ele, jogou para o clube, mas fez realmente uma excelente exibição e justificou a chamada, mostrando bem que a decisão do mister de o meter a jogar quando pouca gente contava foi acertada, porque acabou por ser preponderante, não só pelos golos como pela forma como jogou", fez notar.

O avançado camaronês ofereceu a camisola com que atuou frente ao Young Boys ao presidente do clube. "Era dele, agora é minha!", gracejou Pinto da Costa, contando que já tinha uma camisola do atacante, quando o ponta de lança marcara três golos no Mónaco. "Foi uma brincadeira. Disse-lhe que esperava por outra e ele disse-me que no final me ia entregar. E assim foi".

"A vida de jogador é assim: tem lesões, momentos melhores, outros piores e ele nunca se deu por vencido. Ganhou a confiança do treinador e justificou plenamente. Mas quem jogou o jogo foram os 14 que jogaram", disse, ainda, Pinto da Costa.

PUB

"Como o F. C. Porto estava a jogar acreditei sempre que íamos virar o resultado e depois de termos feito o empate não tinha a mínima dúvida que iríamos vencer. Felizmente aconteceu", salientou.

Sobre os objetivos do clube na competição, Pinto da Costa colocou a tónica na importância de ir por etapas. "Para já só pensamos no Feyenoord e depois vamos vendo. A maior parte das equipas sonha em ganhar a prova e nós também. Mas temos de pensar jogo a jogo e passo a passo, caso contrário não chegamos lá de certeza", concluiu o presidente portista.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG