O Jogo ao Vivo

Sporting

Rúben Amorim: "Fanático pelo Benfica? Sou fanático por ganhar"

Rúben Amorim: "Fanático pelo Benfica? Sou fanático por ganhar"

O novo treinador do Sporting garante que não esconde o passado e afirma-se pronto para o desafio que o espera. Quanto ao valor da cláusula, o técnico disse ter tido "vontade de rir".

O sucesso no Braga levou-o ao Sporting e, esta quinta-feira, Rúben Amorim foi oficializado como o quarto treinador da época dos leões. Entre agradecimentos pelas palavras de Silas e após confessar o desejo de vencer, o agora ex-treinador do Braga garante estar pronto para o desafio e acredita que o clube de Alvalade vai conseguir dar a volta aos maus resultados.

"Agradeço a confiança que me deram. Estou ciente do desafio, acredito no clube. Fui adversário do Sporting toda a minha vida e é possível perceber a grandeza do clube. É um orgulho enorme defender estas cores, independentemente do momento. Eu acredito no clube e espero que as pessoas acreditem em mim. O desafio imediato é o desportivo das Aves. O projeto passa por valorizar jogadores e o clube", começou por dizer.

Para assinar pelo Sporting, os leões foram obrigados a desembolsar 10 milhões de euros. Um valor que Frederico Varandas acredita ser "barato" e que deu vontade de rir a Amorim.

"Não deixei o Braga por motivos financeiros, A exigência é sempre igual. Os adeptos querem ganhar, independentemente do valor. Fosse por 0 ou por 10 milhões de euros, eu tinha o primeiro treino preparado. Não muda nada em mim. Quando puseram a cláusula comecei a rir-me. Ninguém ia pagar esse valor por mim e aconteceu isto. Agradeço a confiança e estou preparado para retribuir. No fim faremos as contas. Perguntam 'e se correr mal?'. Já eu pergunto 'e se correr bem?'. A responsabilidade é do tamanho do clube: gigante", acrescentou.

Rúben Amorim, de 35 anos, foi jogador do Benfica e, no passado, assumiu-se como um "fanático benfiquista". Agora no grande rival da segunda circular, o treinador vincou que não vai esconder o passado e que vai defender o Sporting até ao fim.

PUB

"Benfica? Sou um profissional de futebol e sou fanático por ganhar. Defendo esta casa como defendi o Casa Pia. O meu empenho e a minha forma de ser são iguais. Não venho para aqui esconder o passado mas defendo as minhas cores. O meu foco é defender estas cores e ninguém aqui quer ganhar mais do que eu. Seria mais cómodo para o presidente e para mim esperar pelo fim da época, seria muito mais fácil para mim, mas primeiro está o Sporting. Precisamos de ganhar tempo para a próxima época, sabendo que se não ganharmos poderá não haver próxima época. Temos de preparar o futuro percebendo o momento que estamos a viver", concluiu.

Rúben Amorim chegou ao comando técnico da equipa principal do Braga em dezembro, depois de uma passagem pela equipa B dos minhotos. O sucesso foi imediato: em 13 jogos, somou 10 triunfos e conquistou uma Taça da Liga depois de ter vencido Sporting (meias-finais) e F. C. Porto (final), seguindo-se vitórias frente aos três grandes na Liga.

Esta quinta-feira, em comunicado à CMVM, o Sporting oficializou a contratação do treinador, confirmando o pagamento dos 10 milhões de euros da cláusula de rescisão ao Braga. Valor esse que torna Rúben Amorim o terceiro treinador mais caro do mundo, apenas atrás de Brendan Rogers - que custou 10,5 milhões ao Leicester em 2018/19 - e André Villas-Boas, que rendeu 15 milhões de euros ao F. C. Porto na altura em que assumiu o Chelsea em 2011.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG